com lenço, com documento e com poesia <3

“Não há sentido: melhor escapar deixando uma lembrança qualquer, lenço esquecido numa gaveta, camisa jogada na cadeira, uma fotografia – qualquer coisa que depois de muito tempo a gente possa olhar e sorrir, mesmo sem saber por quê”

Caio Fernando Abreu

“Só existem dois tipos de pessoas no mundo: os que choram e os que vendem lenço”

André Dahmer

“Me beijou, ainda sorrindo e com o lenço encostado no nariz”

Charles Bukowski

“Eu pedi um whisky e um cigarro e você me entregou um lenço e um ombro. Era absurdamente irritamente a forma como você podia me entender”

Yasmin Cardoso

“Pô-eca!
(Poema originalmente composto em um lenço de papel usado)

Abra-se este si-lenço
E leia-se este pô-eca!!!
Todo mundo,
Por mais polido que seja,
Arrota, cospe e beija.
Todo mundo,
Por mais educado que seja,
Caga, tosse e peida…
Todo mundo,
Por mais fresco que seja,
Chora, morre e graceja,
Não nesta ordem,
Mas veja,
Todo mundo,
Por mais nojento que seja,
Tem princípios,
Sim, bons ou maus,
Mas tem princípios;
Então, todo mundo,
Por mais diferente que seja,
No fundo-no fundo, é igual.”

Ivan Melo

“não foi extenso
mas foi intenso
sorrio, guardo o lenço
e agradeço”

Bruno Estevan

“Vende-se saudade semi nova com nota fiscal e lenço de série”

Vitor Nascimento

“…e se eu chorar, me abrace! O abraço é o melhor lenço do mundo!”

Mell Glitter

“Hoje em dia todo mundo tem um celular na mão.
E toda alma tem um lenço”

Ludmila Cilio

Share this article

About Helô Gomes

You May Also Like

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *