fbpx

4 táticas espertas para dizer “não” sem culpa

Muitas mulheres acham que ser “agradável” é algo indispensável em qualquer situação. Por isso, dizem “sim” sempre, mesmo quando adorariam soltar um sonoro “não”. São as boazinhas!

A amiga quer a sua blusa nova emprestada? Sim! O chefe pede que fique até tarde? Claro! O namorado quer ver futebol no aniversário dela? Tudo bem!

A boazinha que diz sim para tudo muitas vezes não é exatamente alguém com um incorrigível bom coração, mas uma pessoa com personalidade insegura, medrosa, carente ou controladora (

que não quer ficar por fora de nada). “Quem age assim acha que não será amada pelos outros pelo que ela é, mas só pelo que ela faz. São dedicadas por baixa autoestima”, diz o psicólogo Odair Conim.

No trabalho, quem diz sim para todos os pedidos do chefe e dos colegas, em vez de parecer uma funcionária dedicada, pode acabar demonstrando falta de determinação e de postura profissional.

No amor, quem se mostra extremamente disponível, é vista como sem graça – ou até como desesperada. E quem faz tudo o que os amigos pedem passa a atrair amizades oportunistas.

Por todos esses motivos, aprender a dizer alguns “nãos” pode tornar a vida muito melhor.

Primeiro, reconheça que você tem o direito de rejeitar pedidos para o que não está a fim de fazer. A seguir, aprenda como dizer não sem culpa:

Ganhe tempo

Se você não consegue negar imediatamente, peça um tempo para pensar. Diga, por exemplo, que precisa verificar se não tem um compromisso no mesmo horário. Assim, poderá analisar os motivos para negar a solicitação com segurança. Só depois retorne o contato para dizer não.

Repita, repita

A pessoa pode insistir que você dê uma resposta imediata. Fique firme e repita calmamente a sua justificativa: “Eu realmente preciso checar se não terei um compromisso no mesmo horário”. Se for preciso, continue repetindo. Harriet Braiker chama isso de técnica do “disco arranhado”.

Liste as consequências

Escreva duas listas. Uma com o que deve rolar se disser não e outra se disser sim. Use mais a experiência e menos a imaginação. Não fique fantasiando sobre o que pode acontecer depois. Melhor lembrar como se sentiu em situações parecidas nas quais disse sim.

Não é culpa sua

Você pode encontrar quem não aceite ouvir um não. E é principalmente para essas pessoas, diz o psicólogo Odair Comin, que você deve dizer ene-a-o-til. “Se alguém reage mal, é um problema da pessoa, que não sabe lidar com frustração.” Não seja refém de quem tenta convencer com pirraça.

NO IS A COMPLETE SENTENCE

< não é uma sentença completa >

ou, se você quiser, é só usar essa camiseta e fazer cara de paisagem.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta