fbpx

5 filmes pra ver no Netflix e expandir a alma

Sabe quando você liga o Netflix, para, respira e pensa: beleza, que viagem quero fazer agora?

Então: segue aqui a listinha com os 5 últimos filmes que transformaram nossa existência, aqueles que fizeram  a gente ser mais feliz por hoje, sabe como?

(detalhe: todos estão atualmente disponíveis no Netflix)

prepara a pipoca e vem com a gente:

1. A Felicidade Não Se Compra // EUA, It’s a Wonderful Life- 1947 

Filme lindo (em preto e branco) do pós guerra (1946)! Dirigido por Frank Capra e com grande elenco Hollywoodiano AND com grandes respostas pro cotidiano da vida. O filme começa nada menos do que com um diálogo entre “estrelas” do céu. Pra assistir em looping <3

2. Eu Não Sou Um Homem Fácil // FRA, Je ne suis pas un homme facile – 2018

Uma mistura de Feitiço no Tempo (aquele do Bill Murray) com O que as Mulheres Querem (aquele do Mel Gibson) servido com croissant, manteiga derretida e com uma bela taça de vinho. Tiradas excelentes, várias internas que a gente só pegou lá pela segunda ou terceira vez… Vimos 4 na seguida – ok, pra gente então servido com uma garrafa de vinho. HAHAHA. Trilha sonora delicinha-cremosa (vale baixar no Spotfy). Total #girlpower.

3. Razão e sensibilidade // UK, Sense and Sensibility – 1995

Versão audiovisual do clássico da literatura inglesa de Jane Austen (esse livro, pra quem não sabe, foi a primeira obra da escritora) olha só que belo mote: duas irmãs:: uma sensível e sensata e a outra romântica e impetuosa na Inglaterra do século XIX tentando entender os crushes. E nem tinha Instagram na época pra fazer o stalk ou pra dar uma aliviada na ansiedade com os stories

4. CinderElla – 2015

Isso mesmo: dica de filme pra melhorar o espírito: DISNEY, migas! Direto aqui a gente fica na viagem do Neflix Kids por motivos de: queremos fazer viagens agradáveis e sem estímulos mórbidos e ou escatológicos. Sei lá o que acontece às vezes nos roteiros de cinema que só tem sangue, tragédia e morte. Dá pra pensar e ser profunda também com a felicidade, não é mesmo? Esse filme é uma fofura, com estética de lamber os dedos (parece que a gente caiu dentro da fábrica do Willy Wonka) e insights bem mágicos sobre vida, gentileza e coragem. “onde a gentileza há bondade e onde há bondade há mágica”. Sério: assistam.

5. Loving Vincent, 2017

Então, podemos começar falando do quanto a gente chorou a hora que começam a subir os créditos finais – mostrando cada um dos quadros do pintor e as pessoas da vida real que os inspiraram. Também, pudera: a gente tinha acabado de passar uma hora de envolvimento pleno com o filme, sentindo/vivendo aquelas histórias todas do Vincent ao longo da vida e, principalmente, na hora de sua morte – o filme fala bastante dos últimos 8 anos de trabalho do pintor, quando ele produziu mais de 800 telas. Mas podemos contar também que o filme foi inteiro DESENHADO  à mão, na tentativa de relembrar as pinceladas soltas e fortes que são marca registrada do Vincent. Cada frame é uma obra de arte. Uma obra de arte que tem os traços e as cores das obras de Van Gogh. É foda. Sei lá, gente, assistam. Esse não dá pra explicar. Só vendo. É uma grande experiência de cinema. Arte, né, mores.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

cadastre-se aqui para receber cultura, descontos e amor