Um carinho na sua saúde mental

por | 12/01/2024 | 2024, vida interior

Sabia que em 1926, durante seu primeiro discurso como diretor geral da BBC de Londres – uma das maiores e melhores TV do mundo,  John Reith trouxe a tona um debate bem importante: para ele, as emissoras deveriam estar localizadas ao lado de universidadesbibliotecas e museus, e não ao lado de empresas de partidos políticos ou conglomerados comerciais. Curioso, não? 

Com a revolução das redes sociais – que não deixam de, ser ao mesmo tempo, um canal particular e público de comunicação, essa dinâmica se modificou por completo: se todo mundo é porta voz de suas próprias opiniões, com que régua a gente vai delimitar o que vamos ou não consumir? 

Aqui no Coletivo Lírico a gente acredita que, do outro lado da tela, antes de existir um consumidor existe um cidadão. 

E antes de existir um cidadão, existe um ser humano. 

E a gente não está aqui para adoecer ninguém. Você não é uma máquina de PIX, cara pálida. Por isso mais do que produtos, postamos conteúdo em nossos canais sociais: InstagramTik Tok e, claro, blog

Aliás, essa é uma tendência (relativamente nova) quando o assunto é informação: cansados de brigar com o algoritmo, cada vez mais influenciadores têm apostado em criar conteúdos que cheguem verdadeiramente até seu público. Quem aqui se lembra de quando tudo estava a um clique de distância no blogroll e a gente era leitor, e não seguidor uns dos outros? 

Se a gente deseja uma Internet mais saudável, a gente precisa abastecer nossa rede com conteúdo menos tóxico. Por isso, ative o unfolollow, não consuma conteúdo de quem você não seria amigo na vida real, deixe no mudo qualquer pessoa que possa ativar gatilhos, procure perfis que te acrescentem vida, não que a suguem de você. A régua deve ser, acima de tudo, seu bem estar. 

E como eu decido quem eu deixo de seguir ou não? Simples: sabe quando você está fazendo uma limpeza no armário e decide jogar uma roupa fora/ doar a peça porque não a usa há muito tempo? Faça o mesmo com redes sociais: você está no seu feed e aparece uma pessoa que você não tem vontade de interagir há pelo menos umas 3 postagens? (vale like ou comentário), unfollow nela! 

Sua saúde mental agradece. 

PS: lembre-se, o login é seu e você não é obrigado a seguir ninguém por conivência social. Seu bem estar em primeiro lugar.

Para mim só existe percorrer os caminhos que tenham coração, qualquer caminho que tenha coração. Ali viajo, e o único desafio que vale é atravessá-lo em toda a sua extensão. E por ali viajo olhando, olhando, arquejante. 

Carlos Castaneda




Autor:

Helô Gomes
Helô Gomes é bacharel em jornalismo, premiada nacionalmente com a obra "Cordel de Moda - arte e Cotidiano na feira de Caruaru"; cobriu as principais semanas de moda do circuito Nova York, Londres, Milão, Paris, Rio e São Paulo, publicou e apresentou pesquisas científicas a convite da USP em Dublin, Moscou, Budapeste e Cracóvia, é apaixonada por literatura e arte e no Coletivo Lírico expressa todo seu olhar sobre a moda em forma de objetos de consumo afetivos

Ver perfil e publicações >

Confira nossos produtos!
0 comentários
Enviar um comentário

Leia mais!

Carrinho0
Seu carrinho está vazio =(
Continuar Comprando
0
Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?