carta de Carlos Drummond de Andrade para Guimarães Rosa

por | 29/11/2023 | 2023, cultura, literatura

Um chamado João

João era fabulista?

fabuloso?

fábula?

Sertão místico disparando

No exílio da linguagem comum

Projetava na gravatinha

a quinta face das coisas

inenarrável narrada?

Um estranho chamado João

para disfarçar, para farçar

o que não ousamos compreender?

Tinha pastos, buritis, plantados

no apartamento?

no peito?

Vegetal êle era ou passarinho

sob a robusta ossatura com pinta

de boi risonho?

Era um teatri

e todos os artistas

no mesmo papel,

ciranda multívoco?

João era tudo?

Tudo escondido, florindo?

como flor é flor, mesmo não semeada?

Mapa com acidentes

desligando para fora, falando?

Guaradava rios no bôlso

cada qual em sua côr de água

sem misturar, sem conflitar?

E de cada gôta redigia

nome, curva, fim,

e no destinado geral,

seu fado era saber

para cantar seu desnudar

o que não deve ser desnudado

e por isso se reveste de véus novos?

Mágico sem apetrechos,

civilmente mágico, apelador

de precipites prodígios, acudindo

a chamada geral?

Embaixador do reino

que há por trás dos reinos,

dos poderes, das

supostas fórmulas

do abracadabra, sésamo?

Reino cercado

não de muros, chaves, códigos,

mas o reino-reino?

Por que João sorria

se lhe perguntavam

que mistério é esse?

E propondo desenhos figurava

menos a resposta que

outra questão ao perguntante?

Tinha parte com … (sei la

o nome) ou êle mesmo era

a parte da gente

servindo de ponte

entre o sub e o sôbre

que se arcabuzeiam

de antes do princípio,

que se entrelaçam

para melhor guerra,

para maior festa?

Ficamos sem saber o que era João

e se João existia

de se pegar

21.12.1967

Carlos Drummond de Andrade

Fac-símile de Carlos Drummond de Andrade que foi publicado no Correio da Manhã de 22 de novembro de 1967, três dias após a morte de João Guimarães Rosa.




Autor:

Helô Gomes
Helô Gomes é bacharel em jornalismo, premiada nacionalmente com a obra "Cordel de Moda - arte e Cotidiano na feira de Caruaru"; cobriu as principais semanas de moda do circuito Nova York, Londres, Milão, Paris, Rio e São Paulo, publicou e apresentou pesquisas científicas a convite da USP em Dublin, Moscou, Budapeste e Cracóvia, é apaixonada por literatura e arte e no Coletivo Lírico expressa todo seu olhar sobre a moda em forma de objetos de consumo afetivos

Ver perfil e publicações >

Confira nossos produtos!
0 comentários
Enviar um comentário

Leia mais!

Carrinho0
Seu carrinho está vazio =(
Continuar Comprando
0
Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?