Hospital dói; não sonhar dói ainda mais

Recentemente, descobri que dormir é gostoso. Hiperativa que sou, antes fazia meio que por obrigação, porque entendia que a máquina do corpo ia ficar sem desligar por muito tempo e isso poderia dar ruim – como já aconteceu muitas vezes. Em uma delas, inclusive, precisei fazer duas cirurgias (com anestesia geral!) em menos de algumas […]

Nossa política de troca (de amor e de camisetas)

No Coletivo Lírico, não efetuamos troca dos produtos. Algumas pessoas esbarram nessa informação e costumam achar estranho. Mas queríamos bater um papo em forma de post com você, que está aí do outro lado, para que entenda de onde nasceu essa decisão. Você sabia que a roupa, enquanto produto, é o único objeto de consumo […]

tá na mão

-Você tem um cigarro?-Estou tentando parar de fumar.-Eu também, mas queria uma coisa nas mãos agora.-Você tem uma coisa nas mãos agora.-Eu?-Eu Caio Fernando de Abreu “…ponha a saia mais leve, aquela de chita, e passeie de mãos dadas com o ar. Enfeite-se com margaridas e ternura e escove a alma com leves fricções de […]

Pensamento solto de domingo

Poema – “Porquinho-da-Índia” PORQUINHO-DA-ÍNDIA Quando eu tinha seis anosGanhei um porquinho-da-índia.Que dor de coração me davaPorque o bichinho só queria estar debaixo do fogão!Levava ele pra salaPra os lugares mais bonitos mais limpinhosEle não gostava:Queria era estar debaixo do fogão.Não fazia caso nenhum das minhas ternurinhas . . . — O meu porquinho-da-índia foi a […]