Carrinho 0 x

Como estudar moda de graça? Curso gratuito: Como pensar criticamente a Moda!

Como estudar moda de graça? Curso gratuito: Como pensar criticamente a Moda!

Como parte da programação do mês de julho do Espaço f/508 de Cultura de Brasília (DF) e de Lisboa (Portugal), Brunno Almeida Maia, pesquisador em filosofia e teoria de Moda pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), e curador da exposição “Ema e a moda no século XX – as roupas e a caligrafia dos gestos”, da Casa Museu Ema Klabin, ministra no próximo dia 04 de julho, segunda, 19h, a aula aberta e gratuita (online) “Como pensar criticamente a Moda?”

Partindo da perspectiva da teoria crítica de Moda, a aula aberta visa explorar as diversas abordagens contemporâneas sobre os estudos de Moda nos campos da filosofia, da sociologia, da psicanálise e das teorias de gêneros e decoloniais. Num diálogo com autores como Walter Benjamin, Theodor Adorno, Gilles Lipovetsky, Gilda de Mello e Souza, entre outros, trata-se de tensionar o presente pensando outros rumos para rupturas na Moda do contemporâneo. 

As inscrições que já estão abertas podem ser feitas pelo link https://form.jotform.com/f508.lisboa/moda

O MINISTRANTE 

BRUNNO ALMEIDA MAIA é pesquisador em Filosofia, ciências humanas e Teoria de Moda pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), foi curador e pesquisador da exposição “Ema e a Moda no século XX – as roupas e a caligrafia dos gestos”, na Casa Museu Ema Klabin, e residente do NECMIS (Núcleo de Estudos Contemporâneos do MIS – Museu da Imagem e Som). É professor convidado e coordenador pedagógico em instituições como IED (Istituto Europeo di Design), de São Paulo, da Escola de Comunicação e Arte (ECA) da Universidade de São Paulo (USP), do SENAC Lapa, da FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado) e Centro Universitário Belas Artes. Já ministrou aulas sobre a relação entre a moda, a imagem, a filosofia, a arte e a literatura em espaços e instituições culturais como MAM (Museu de Arte Moderna) de São Paulo, Casa Museu Ema Klabin, Adelina Instituto, Oficinas Culturais Oswald de Andrade, Oficina Cultural Casa Mário de Andrade, Sesc Consolação, Sesc Pompéia, Sesc Ipiranga, CPF – Centro de Pesquisa e Formação do Sesc, Sesc Jundiaí, Sesc 24 de maio, Sesc Belenzinho, Casa da Palavra Mário Quintana, em Santo André (SP), Oficina Cultural Hilda Hilst, em Campinas (SP), Galera AMDO, em Belo Horizonte (MG), Biblioteca Mário de Andrade, Fábricas de Cultura, Biblioteca Pública Pedro Nava, Escola São Paulo. No ano de 2019, organizou a “Jornada em homenagem ao centenário de Gilda de Mello Souza”, na Casa Museu Ema Klabin (SP), que contou com a participação de Renato Janine Ribeiro, Jorge Coli, Walnice Nogueira Galvão e Celso Lafer. É autor do livro “O Teatro de Brunno Almeida Maia” (Editora Giostri, 2014). Também assina capítulo sobre a relação entre a literatura e a moda no romance Lucíola (1862) de José de Alencar no livro “Moda Vestimenta Corpo” (Editora Estação das Letras e Cores, 2015), e é um dos autores da antologia “São Paulo em Palavras” (Editora Aquarela Brasileira, 2017). Foi facilitador pedagógico do módulo I de formação em Cidadania e Direitos Humanos do Programa “Transcidadania”, uma iniciativa da Prefeitura Municipal de São Paulo, com a CADS (Coordenadoria de Assuntos de Diversidade Sexual) e Centro de Cidadania LGBT SP. Atualmente trabalha em seu próximo livro “Tempos de exceção: ensaios sobre o contemporâneo” (Editora Cosmos, no prelo).

SERVIÇO: 

Aula aberta, gratuita e online “Como pensar criticamente a Moda?”

Com Brunno Almeida Maia 

Espaço f/508 de Cultura 

Data e horário: 04 de julho, segunda-feira, às 19h

Local: Plataforma Zoom do f/508

Inscrições pelo: https://form.jotform.com/f508.lisboa/moda

Site: http://f508.art/

Instagram: http://www.instagram.com/f508.br

SOBRE O ESPAÇO F/508 DE CULTURA

Rumo aos seus dezessete anos, o Espaço f/508 de Cultura é, no Brasil e em Portugal, um ponto de encontro virtual para fotógrafos, artistas e interessados em cultura. Um espaço de reflexão e prática, onde são realizados cursos, palestras, diálogos, exposições e outros eventos voltados ao pensamento da fotografia, da arte contemporânea e difusão da produção artística lusófona.

O f/508 é uma ideia que existe há quase 17 anos. É mais do que uma escola: é um núcleo de troca e produção fotográfica e artística, diálogos sobre cultura e multidisciplinaridade. No começo de 2020, éramos um espaço offline que ocupava um andar inteiro de um prédio comercial: contava com sala de estudos, biblioteca, bistrô, estúdio fotográfico, 5 salas de aula, espaço de convivência – cursos, conversas, viagens culturais, práticas fotográficas e artísticas em grupo.

Em 2020, com o advento da pandemia, uma antiga proposta sai do papel e torna-se realidade; viramos um espaço virtual globalizado. Com salas on-line, comunidade no Telegram e cursos gravados e/ou realizados em direto (ao vivo), ampliamos o nosso alcance para falantes da língua portuguesa em todos os continentes. 

Porque o f/508?

Começamos como escola de fotografia, mas nos tornamos espaço de cultura. Porquê? Porque aqui, sempre trouxemos uma experiência de ensino fora da caixa.

No f/508 nos baseamos em alguns pilares: um deles é o ensino diagonal, onde o estudo da técnica, conceito e linguagem andam juntos para uma produção imagetica estruturada e robusta. Todos os cursos oferecem uma ampla base cultural, de forma a ampliar os alicerces referenciais e a bagagem de cada estudante. 

Aqui você encontrará, além de uma experiência teórica, exercícios práticos e propostas de desafios continuados para uma produção constante e evolutiva. Nossa comunidade no Telegram, acessível a todos os nossos alunos, parceiros e amigos, te manterá ocupado até na mais longa querentena

Comentários(0)

Escrever um comentário