Como ser jovem para sempre

por | 22/01/2024 | 2024, vida interior

Este post está longe de ser um texto confessional. Apesar disso, como o levei dentro de mim por muitos anos, creio que é, de algum modo, a história da minha vida. 

Impossível agradecer aqui a todos aqueles que convivem comigo, (ao vivo ou através desta newsletter) e colaboraram para que ele fosse o que é. Os nomes seriam demasiados, os predicados muito complexos, as emoções muito intensas, a tarefa de preparar listras jamais começaria ou, antes, jamais chegaria ao fim. Tem gente que tem imaginação ultra desenvolvida e eu agradeço a Deus de poder chamá-los de amigos. Sorte? Não. Benção. Sou uma sommelier de almas. Quanto mais honestas, melhor. 

A Odisséia de minha vida é conseguir amar o máximo de pessoas possíveis, amigos, ou inimigos como diria BuzzLightwear na minha referência pueril, tão infantil quanto original: Toy Story (1995). É um dos meus desenhos favoritos de todos os tempos, se não viu, sorte a sua, tem 1, 2 3 4 versões de alegria que você nem imagina pela frente. Se já viu, bom, não farei spoiler mesmo… 

Tenho um sobrinho de dois anos e cinco meses apaixonado pelo desenho, diz minha mão, a vovó, que meus brinquedos ganharam vida com a chegada dele, nosso Leo. 

A verdade é que só envelhece quem para de aprender, quem para de se encantar com o novo. Não importa a quantidade de rugas ou colágeno na pele, importa sim a curiosidade da alma, a alegria de ter sempre um novo olhar sobre o mundo. 

Não se pode experimentar a sensação de existir sem experimentar a certeza a certeza que se tem de morrer. E é igualmente impossível pensar que se tem de morrer sem pensar ao mesmo tempo como a vida é fantástica. 

Quando se tem saúde, temos milhares de problemas: trânsito, amores, trabalho, boletos.. Mas, fique sem saúde e verás como terá apenas um grande problema. 

Não é triste pensar que a maioria das pessoas tivesse primeiro que ficar doente para só então entender o quanto a vida é preciosa e bela? 

Beijos com desejos de grandes insights para você

Heloisa




Autor:

Helô Gomes
Helô Gomes é bacharel em jornalismo, premiada nacionalmente com a obra "Cordel de Moda - arte e Cotidiano na feira de Caruaru"; cobriu as principais semanas de moda do circuito Nova York, Londres, Milão, Paris, Rio e São Paulo, publicou e apresentou pesquisas científicas a convite da USP em Dublin, Moscou, Budapeste e Cracóvia, é apaixonada por literatura e arte e no Coletivo Lírico expressa todo seu olhar sobre a moda em forma de objetos de consumo afetivos

Ver perfil e publicações >

Confira nossos produtos!
0 comentários
Enviar um comentário

Leia mais!

Carrinho0
Seu carrinho está vazio =(
Continuar Comprando
0
Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?