fbpx

Há 52 anos o homem chegava na lua! E você deveria fazer o mesmo:

Neil Armstrong, Michael Collins e Buzz Aldrin - tripulação da Apollo 11 (Foto: NASA)

Há 52 anos, de 16 a 24 de julho de 1969, a missão Apollo 11 entrava para a história por ser a primeira a conseguir fazer com que astronautas caminhassem pela lua e retornassem à superfície terrestre em segurança. Mas o projeto de enviar homens ao nosso satélite natural começara 8 anos antes, com um discurso do presidente John F. Kennedy ao Congresso dos EUA, estipulando que a meta fosse cumprida até o final da década.

Presidente Kennedy em discurso ao Congresso  (Foto: My American Odyssey/flickr/creative commons)

Depois de outras tentativas sem sucesso, 8 anos depois, a NASA conseguiria cumprir o objetivo no prazo determinado. Os astronautas Neil Armstrong, comandante da missão, Buzz Aldrin e Michael Collins fizeram treinamentos intensivos para conseguir chegar onde nenhum homem havia ido antes.

Tripulantes da Apollo 11 em treinamento na NASA (Foto: NASA)

A bordo do Saturn V, os astronautas decolaram do Kennedy Space Center, Cabo Canaveral, na manhã de 16 de julho de 1969. Cerca de 12 minutos após o lançamento, o foguete já havia entrado na órbita da Terra. Depois de dar uma volta e meia ao redor do planeta, a nave seguiu em direção à Lua.

Foguete Saturn V decola na manhã de 20 de julho de 1969 (Foto: NASA)

Três dias mais tarde, a tripulação entrou na órbita lunar. No dia seguinte,  20 de julho (no caso, justamente hoje), Neil Armstrong e Buzz Aldrin embarcaram no módulo lunar Eagle (Águia), através do qual pousariam na superfície. Michael Collins continuou pilotando o módulo de comando, chamado Columbia. O pouso foi feito em situações críticas, com alarmes soando e apenas 30 segundos de combustível disponível. Após tudo correr bem, na tarde daquele dia, para o alívio de todos, Armstrong falou à base de Houston, emblematicamente: “a Águia pousou”.  Pra conferir a ligação, só clicar no áudio.

Módulo lunar, pouco após a alunagem (Foto: NASA)

Eis abaixo algo que até então jamais havia sido visto: o “nascer da Terra”, na perspectiva de um outro corpo celeste. A foto foi tirada de dentro do módulo lunar, pouco após a alunagem  – que é o ato de pousar uma nave espacial na Lua (o que a gente também chama de #bateu na hora da zueira rsrs ) na chamada Tranquility Base (Base Tranquilidade).

"Nascer da Terra" visto da lua (Foto: NASA)

Cerca de seis horas após o pouso, o comandante Neil Armstrong estava preparado para se tornar o primeiro homem a pisar na lua. Pela TV, mais de 500 milhões de pessoas do mundo todo assistiam, atônitas, a façanha.

Foi neste momento que ele disse a famosa frase: “é um pequeno passo para um homem, mas um salto gigantesco para a humanidade” (confira o áudio original) Depois de já ter caminhado pela superfície lunar, Armstrong fotografou Buzz Aldrin descendo as escadas da Eagle.

Buzz Aldrin, segundos antes de se tornar o segundo homem a pisar na lua (Foto: NASA)

Aldrin, sabendo de todo o simbolismo contido no gesto de deixar uma pegada ali naquele solo, tirou a foto abaixo para documentar o momento. Ele também forneceu uma descrição poderosa para o que via ao seu redor: classificou a superfície da lua como sendo uma “desolação magnífica”.

Aldrin, sabendo de todo o simbolismo contido no gesto de deixar uma pegada ali naquele solo, tirou a foto abaixo para documentar o momento. Ele também forneceu uma descrição poderosa para o que via ao seu redor: classificou a superfície da lua como sendo uma “desolação magnífica”.

Pegada de Buzz Aldrin na lua (Foto: NASA) – ou, o que a gente poderia chamar de SHOE SELFIE. Buzz era das #modas e nem sabia kkkk

Neil Armstrong finca a bandeira dos Estados Unidos, e então tira uma foto de Aldrin próximo a ela, em reverência.

Buzz Aldrin saúda a bandeira dos EUA (Foto: NASA)

Os dois astronautas conduziram uma série de experimentos, entre eles um para detectar atividades sísmicas. Deixaram também uma espécie de espelho refletor — até hoje, quem quiser pode fazer um experimento de mirar um laser poderosíssimo neste espelho e vê-lo sendo refletido de volta à Terra.

Se isso não é brilho, desconhecemos o termo <3

Ah, sim: e nunca mais fique sem jeito quando quiser bater foto de algum momento pra depois postar nas suas redes, sério: se até hoje a galera fala que foi mentira esse rolê dos migos da Nasa, imagina se eles não tivessem feito registro nenhum? As imagens marcam passagens, acontecimentos… Claro que a gente não precisa viver em função delas (e nem deve!), porém, quando a gente sente que vale pausar a vida pra ajudar a memória num futuro, confie nos seus instintos e se permita essa pausa. Não é vaidade, é lembrança afetiva.

Bom, e vocês sabe que aqui a gente juntou a Noite Estrelada, do Van Gogh, com a Nasa pra criar essa belezinha, né? Aproveita pra comprar a sua hoje com 5% de desconto com o código mundodalua e vai que é sua Lucas Silva e Silva <3

 

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

cadastre-se aqui para receber cultura, descontos e amor