fbpx

Mozart, Bach e Vivaldi para estimular o cérebro

musicaclassica_estimulocerebral

quer alongar os neurônios?

então segue a nossa lista de 3 opções pra você estimular seu cerébro:

1- MOZART BRAIN POWER

se quiser, também dá pra ouvir no Spotify, aqui. A nossa parte favorita é a Eine Klein Nachtmusik <3

2 – VIOLINOS DE BACH

ou que tal duas horas de violino do Bach?! COISA LINDA! São 3 violinos que parecem conversar entre si, um fala; outro responde; outro aplaude; outro faz a réplica; ou; como diria Bentinho em Dom Casmurro:

DOM CASMURRO  – Capítulo 9

A ÓPERA

Já não tinha voz, mas teimava em dizer que a tinha. “O desuso é que me faz mal”, acrescentava. Sempre que uma companhia nova chegava da Europa, ia ao empresário e expunha-lhe todas as injustiças da terra e do céu; o empresário cometia mais uma, e ele saía a bradar contra a iniquidade. Trazia ainda os bigodes dos seus papeis. Quando andava, apesar de velho, parecia cortejar uma princesa de Babilônia1. Às vezes, cantarolava, sem abrir a boca, algum trecho ainda mais idoso que ele ou tanto; vozes assim abafadas são sempre possíveis. Vinha aqui jantar comigo algumas vezes. Uma noite, depois de muito Chianti2, repetiu-me a definição do costume, e como eu lhe dissesse que a vida tanto podia ser uma ópera como uma viagem de mar ou uma batalha, abanou a cabeça e replicou:

– A vida é uma ópera e uma grande ópera. O tenor e o barítono lutam pelo soprano, em presença do baixo e dos comprimários, quando não são o soprano e o contralto que lutam pelo tenor, em presença do mesmo baixo e dos mesmos comprimários. Há coros numerosos, muitos bailados e a orquestração é excelente…

– Mas, meu caro Marcolini…

– Quê?…

E, depois de beber um gole de licor, pousou o cálix, e expôs-me a história da criação, com palavras que vou resumir.

Deus é o poeta. A música é de Satanás, jovem maestro de muito futuro, que aprendeu no conservatório do céu. Rival de Miguel, Rafael e Gabriel3, não tolerava a precedência que eles tinham na distribuição dos prêmios. Pode ser também que a música em demasia doce e mística daqueles outros condiscípulos fosse aborrecível ao seu gênio trágico. Tramou uma rebelião que foi descoberta a tempo, e ele, expulso do conservatório. Tudo se teria passado sem mais nada, se Deus não houvesse escrito um libreto de ópera, do qual abrira mão, por entender que tal gênero de recreio era impróprio da sua eternidade. Satanás levou o manuscrito consigo para o inferno. Com o fim de mostrar que valia mais que os outros – e acaso para reconciliar-se com o céu -, compôs a partitura, e logo que a acabou foi levá-la ao Padre Eterno…

(…)

Tudo é música, meu amigo. No princípio era o dó, e o dó fez-se ré, etc8. Este cálix (e enchia-o novamente). Este cálix é um breve estribilho. Não se ouve? Também não se ouve o pau nem a pedra, mas tudo cabe na mesma ópera.

via RPC

3 – VIVALDI BRAIN POWER

Vocês sabiam que escutar música clássica com frequência ativa os genes associados à função cerebral e ajuda a prevenir as doenças neurodegenerativas? Por conta do ritmo e da melodia extremamente rigorosos, eles funcionam respectivamente como um estimulante para o cérebro e despertador da mente. Além de que, combinados, afetam o desempenho e organização do cérebro no sentido positivo.

Estudos têm mostrado que a produção de serotonina é elevada no cérebro quando uma pessoa está absorvida na música. Trata-se de um hormônio que também age como antidepressivo. 

só apertar o play, hein?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×

Carrinho