Não consuma FAST FASHION. Sério, miga.

por | 9/11/2019 | cultura, história da moda, moda

Peças fast fashion são utilizadas menos de cinco vezes e geram 400% mais emissões de carbono do que peças comuns, que são utilizadas 50 vezes.

E a produção de roupas não polui apenas com emissão de carbono. Para produzir fibras têxteis é preciso desmatar, utilizar fertilizantes, agrotóxicos, extrair petróleo e transportar, entre outras formas de poluição.

Além disso, a produção em larga escala feita pelo modelo fast fashioni incentiva o trabalho escravo, em especial nos países da Ásia.

A fibra têxtil mais empregada na produção fast fashion é o poliéster, um plástico. E o poliéster demora em torno de 200 anos para se decompor. Dependendo da configuração do tipo de fibra têxtil (muitas vezes há mistura de poliéster e algodão), a peça pode não ser reciclável. E o pior… Lavagens de roupas feitas com fibras sintéticas soltam microplásticos que vão parar no mar e, depois… em nós: “Há microplásticos no sal, nos alimentos, no ar e na água.

a alternativa?

A moda slow fashion! Se informe, pesquisa, busquei o auto conhecimento para consumir menos & melhor e, o principal: use a moda a seu favor e não contra o Universo. O planeta agradece.

<3



Autor:

Helô Gomes
Helô Gomes é bacharel em jornalismo, premiada nacionalmente com a obra "Cordel de Moda - arte e Cotidiano na feira de Caruaru"; cobriu as principais semanas de moda do circuito Nova York, Londres, Milão, Paris, Rio e São Paulo, publicou e apresentou pesquisas científicas a convite da USP em Dublin, Moscou, Budapeste e Cracóvia, é apaixonada por literatura e arte e no Coletivo Lírico expressa todo seu olhar sobre a moda em forma de objetos de consumo afetivos

Ver perfil e publicações >

Confira nossos produtos!
0 comentários
Enviar um comentário

Leia mais!

Carrinho0
Seu carrinho está vazio =(
0
Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?