Poemas de Amor Próprio

por | 27/01/2020 | prosa & poesia

“No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as únicas
que o vento não conseguiu levar:
um estribilho antigo
um carinho no momento preciso
o folhear de um livro de poemas
o cheiro que tinha um dia o próprio vento…”

Mario Quintana

“Cultivava a vaidade e a beleza 
como fonte principal de seu amor próprio
e assim, com o passar dos anos e as marcas do tempo,
tornava-se a cada dia mais infeliz”

Augusto Branco

“Em certa idade, quer pela astúcia, quer por amor-próprio, as coisas que mais desejamos são as que fingimos não desejar”

Marcel Proust

“É pelo nosso amor-próprio que o amor nos seduz. Como resistir a um sentimento que embeleza o que temos, que nos restitui o que perdemos e nos dá o que não temos!”

Sébastien-Roch Chamfort

“O amor-próprio é um balão cheio de vento, do qual saem tempestades quando o picam”

Voltaire

“Sem o amor-próprio nenhuma vida é possível, nem sequer a mais leve decisão, só desespero e rigidez”

Hugo Hofmannsthal

“Me cobrou um amor, que, no momento, eu só posso sentir por mim… Meu amor-próprio é tão grande que não cabe você”

Caio Fernando Abreu

final feels is overrated…. kkk




Autor:

Helô Gomes
Helô Gomes é bacharel em jornalismo, premiada nacionalmente com a obra "Cordel de Moda - arte e Cotidiano na feira de Caruaru"; cobriu as principais semanas de moda do circuito Nova York, Londres, Milão, Paris, Rio e São Paulo, publicou e apresentou pesquisas científicas a convite da USP em Dublin, Moscou, Budapeste e Cracóvia, é apaixonada por literatura e arte e no Coletivo Lírico expressa todo seu olhar sobre a moda em forma de objetos de consumo afetivos

Ver perfil e publicações >

Confira nossos produtos!
0 comentários
Enviar um comentário

Leia mais!

Carrinho0
Seu carrinho está vazio =(
0
Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?