Mostrando todos os 2 resultados

Filtros
  • penso, logo sigo o baile.
    R$69,90
    Penso, logo existo; Existo, logo posto; Logo que posto, aposto em likes : Likes aos seus postos, quero também os comentários - e logo! Logo, porém, comento comigo mesmo que ansioso me encontro; Mas ansioso estou porque existo; E se existo apenas se posto; Fica posto que não penso que existo. Penso, e logo insisto: Existo em pensamento porque não desisto; Por favor não me Descartes! Existe uma saída pro pensamento : deslogar - e logo! <atualizando> Portrait of René Descartes, Frans Hals, 1649  
     
  • verso branco
    R$49,90
    Versos brancos são versos que possuem métrica, mas não utilizam rimas. Desde o século XVIII temos como exemplo o poema "O Uraguai" (1769) de Basílio da Gama e no século seguinte os românticos também o empregaram como Álvares de Azevedo e Fagundes Varela. Dá só uma olhada no que Carlos Drummond de Andrade escreveu na primeira estrofe do poema "O Elefante": Fabrico um elefante de meus poucos recursos. Um tanto de madeira tirado a velhos móveis talvez lhe dê apoio. E o encho de algodão, de paina, de doçura. A cola vai fixar suas orelhas pensas. A tromba se enovela, é a parte mais feliz de sua arquitetura. (...) (Em "A Rosa do Povo" ---1945---, livro de Carlos Drummond de Andrade, ao qual pertence o poema "O Elefante". Página 104. Editora Record, 2001)   essa camiseta é nosso Verso Branco: pra você criar a sua própria prosa pra viver em poesia <3

Carrinho

Carrinho vazio

WhatsApp chat