fbpx

Hilda Hilst

R$160,94

Preços variam de acordo com item e quantidade de tinta na produção ;)

Para saber um valor específico de produto ou calcular o frete, basta clicar no produto que deseja, escolher cor e tamanho.

Simulação de frete


Limpar

Para uma nova pesquisa de PREÇO, clicar em LIMPAR.

COMPRE AGORA E VISTA-SE DE SI MESMO PARA SEMPRE! Nossos produtos são eternos porque não são tendências de moda. São modos do seu humor, sua história de vida, suas referências de arte, cultura, memes, amores, desamores e, claro: amor próprio! O mais infinito, múltiplo e criativo de todos! 

100% algodão / estampa zero toque / lava na máquina

caso queira uma modelagem diferente da nossa já tradicional camiseta, basta deixar um recadinho pra gente em ‘nota do cliente’ no check out informando sua escolha:1) baby look 2) baby look gola V,  3) gola canoa ou 4) camiseta unissex gola V. 

Solte a imaginação, customize abaixo sua escolha e tenha uma peça única feita sob encomenda por você!

Viva Hilda viva

Hilda Hilst está na moda.

É engraçado porque Hilda é aquela peça vintage que ninguém deu muita bola quando foi lançada à época, e de repente todo mundo encontrou no guarda roupa da avó ao mesmo tempo e decidiu que é coisa de mulher moderna. Que brusinha linda, e tava lá encostada.

Finalmente resolveram entender aquela mulher que sempre dizia “fico besta quando me entendem”.

Mas, será?

Hilda não é uma camiseta escrito FEMINISTA, aquela que hoje em dia vende em tudo que é fast fashion e que noto que muitos estão loucos para vestir na escritora. Ela era, na real, uma mulher privilegiada, de família rica, que me parece ter sempre se preocupado mais com ela mesma do que com qualquer coletivo. E, apesar de ter usado muito vestido haute couture do Dener, eles não eram pra ela. O hype não servia nela, era pequeno.

Mas ela pode ser uma camiseta escrito “Aflição de ser eu e não ser outra”, mais uma frase tão famosa sua. Mesmo nunca tendo aderido formalmente a nenhum movimento político, havia ali uma mulher cansada da maneira como as mulheres eram vistas na sociedade, e exausta do que ela mesma era obrigada a se submeter para tentar ser lida, por ser mulher.

Em uma entrevista, certa vez, Hilda justificou sua fuga de São Paulo para o interior assim: “Porque ou eu fico fazendo esse puta charme dia e noite, andando pelas ruas, falando nas universidades que eu sou caralhal, ou eu escrevo. Qual é o meu negócio?”. Não é muito diferente do que disse a maravilhosa Roxane “má feminista” Gray em seu livro “Fome”, lançado esse ano: que ela queria poder ser lida apenas, sem ser vista. É preciso ser vista, analisada fisicamente, para decidirem se ela é ou não uma mulher que tem valor? Como se a aparência da autora fosse parte fundamental da qualidade de seu trabalho.

Hilda não era uma mulher delicada e submissa, embora muitas vezes defendeu essa mulher em sua obra. Ao mesmo tempo em que construiu personagens fortes e contraventoras, como em “A Obscena Senhorita D”, criou montes de personagens masculinos que, sob sua perspectivas, julgaram mulheres que não se encaixassem nos padrões impostos socialmente. Mas a própria Hilda nunca se encaixou e, na verdade, nem tentou muito. Poeticamente contraditória, ela.

“Fico besta quando me entendem”. Hilda não é fácil de entender. Mas ficar tentando entendê-la a cada poema, a cada livro, a cada imagem daquele olhar cheio de uma sabedoria dura é, certamente, uma delícia.

por juliana ali

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest

PASSO A PASSO

Saudações, terráqueos!

Já definiu qual sentimento você vai querer levar pra casa, pro corpo e pra alma?

Então é hora de finalizar sua compra e nós estamos aqui pra deixar esse momento seguro e tranquilo!

Vamos lá!

É bem simples, se liga nos 8 passos rumo ao paraíso:

Atenção: é muito importante que você verifique se preencheu corretamente os dados do seu endereço, pois fazemos as entregas via Correios e eles não conseguem ficar procurando o número se estiver algo errado na hora da entrega. 

Também é muito importante que você escolha com cuidado o tamanho da sua peça! Bonés e canecas têm tamanho único, porém, moletons e camisetas têm suas variações de cores e tamanhos. 

 

Oferecemos camisetas UNISSEX, para todos os biotipos – lembrem-se: roupa é linguagem e o importante é você se sentir confortável tanto com o tamanho que veste quando com a mensgame que passa! A idéia é que você se vista de si mesma(o)! 

hierarquia de tamanhos

medidas da blusinha 100% algodão

medidas do moletom flaNelado

caneca de porcelana

body bebê 100% algodão

 

O body de bebê manga curta é feito em 100% algodão pra garantir uma boa transpiração e não causar desconforto na criança. A pele dos bebês é muito sensível (que não adora um cheirinho a um cafuné neles?!) e, por isso, é muito importante que a escolha do material que vai ficar em contato com a pele seja de primeiríssima qualidade. Sedas e poliéster, por exemplo, são ZERO indicados pois causam coceira e calor excessivo. Justamente por isso que nossa escolha foi trabalhar com o algodão em 100% do body. Não é sobre preço! É sobre valor! Ah, sim, escolhemos a modelagem de perna e manga curtinha para facilitar a vida dos papais e das mamães, pois só quem vive sabe: é mais fácil de abotoar depois da troca de fralda ou de um banho.

 

boné trucker aba curva

 

Um pouco de história da moda pra você:

Este modelo de boné lindinho que a gente oferece aqui no Coletivo Lírico inicialmente surgiu nos anos 80 como uma peça promocional de divulgação de marcas de produtos agrícolas e automobilísticos para ser doado aos trabalhadores rurais e caminhoneiros, por isso o nome Trucker!

Já que sua principal função era refrescar o couro cabeludo, uma vez que a telinha dá muito mais ventilação à cabeça que um boné com outro tipo de tecido, o modelo trouxe um diferencial de conforto – o que, na nossa opinião, é a PRINCIPAL característica para alguém ser elegante e chique: sentir BEM ESTAR com as peças da moda que escolhe para vestir – ele logo caiu no gosto popular e, no final dos anos 90 e início dos anos 2000, regressou como um item fashion, sendo amplamente utilizado por artistas de diversas áreas e acabou se tornando o queridinho do público do rock e da cultura pop.

Importante

– Vendemos produtos customizados, únicos, sendo assim, não efetuamos troca de desenho nem de tamanho.
– Caso a encomenda volte para nosso ateliê por motivo de endereço insuficiente e/ou destinatário ausente, será cobrado um novo frete via link de pagamento.
– Trocas e devoluções apenas por motivos de defeito de produção.
– Vendemos apenas pelo nosso e-commerce, não oferecemos a opção de retirada em nosso ateliê.

*fotos ilustrativas

Boas compras, bons looks e boas expressões da sua personalidade!