Outro dia ao abrir o armário me perguntei:
será que não tenho roupa ou alma
pra vestir o que hoje serei?
Na dúvida, achei melhor evoluir:
de um livro pro corpo
e de uma camiseta pro espírito tratei logo de me servir
achei boa a combinação
já que ela seria o começo
e não o fim da minha motivação
o coração sorriu pro meu olhar
que, reciprocamente, se pôs a concordar:
“tens razão, querido amigo,
mais beleza tem a estética da poesia
que os clichês da moda do dia a dia”
logo_arte
Processed with VSCO with c1 preset

A Coletivo Lírico foi idealizada pela jornalista Helô Gomes durante um delicioso gole de café e algumas mordidas em um saboroso bolo de laranja, alí na Rua da Matriz, em meio às palestras da FLIP – Festa Literária de Paraty, em julho de 2017.

Para Helô, o evento – que acontece anualmente no charmosíssimo município do Estado do Rio de Janeiro –  funciona como um retiro literário, onde ela, há anos, costuma renovar as idéias, trocar a roupa da alma e, claro, comer a melhor cocada de leite condensado desse nosso Brasil brasileiro. Não poderia ter sido em melhor ambiente: nossa fundadora decidiu que era hora de unir poesia e look do dia (rima pertinente, porém, não intencional) em um só lugar! Depois de quatro meses de gestação (administrativa e emocional), foi com muita alegria que a edição de dezembro da revista Harper’s Bazaar deu as boas novas: chegava ao mundo a Coletivo Lírico: marca de camisetas feitas à mão e com muita imaginação. Um novo conceito de moda slow fashion em que o “produto” dura tanto quanto as memórias do momento que vivemos com ela.

Ah, sim: a Helô é premiada nacionalmente com o livro Cordel de Moda – Arte e Cotidiano na Feira de Caruaru – obra que retrata a criação têxtil e o modus operandi nordestino; por mais de 8 anos cobriu semanas de moda no Brasil e no Mundo (SPFWMercedez Benz Fashion Week – NY, Paris Fashion Week, Milan Fashion Week, London Fashion WeekFashion RioDragão Fashion, Semana de Moda do Maranhão, entre outros), também foi colaboradora de revistas femininas (VoguePoder – Joyce Pascowitch, DasluRevista Iguatemi entre outras); é especialista em Estética e Gestão de Moda pela ECA/USP; é pesquisadora científica pelo Departamento de Geografia Humana da USP – onde produziu e apresentou trabalhos na área de consumo, ministrando palestras em Congressos Internacionais em Cuba (EGAL – Cuba), Cracóvia (Latin American Planary – Jagielloñskiego, Polônia), Budapeste (EUGEO – Budapest), Londres (RGSE- England), Moscou (IGU Moscow) e Dublin (IGU-Dublin), pilotou por 9 anos o blog Sanduíche de Algodão com temática voltada para Consultoria de Estilo e História da Moda (chegando a ser entrevistada no programa Encontro, de Fátima Bernardes, para falar sobre moda vintage), é formada em Personal Styling pela Central St. Martins, de Londres, tem passagem pelo Instituto Humboldt, na Alemanha, ministrou cursos sobre varejo online e offline na Escola SP; ministrou palestras em Universidades no Brasil (SENACIEDPUCUniversidade Federal de Minas Gerais – UFMGUniversidade Federal do Pará, para citar algumas) e, agora, ela brinca aqui neste espaço: criando conteúdo, estampas e imagens que possam alegrar a alma de vocês e vestirem lindamente seus corpos, afinal: profundidade intelectual superficialidade estética não só podem como devem andar juntinhas. Sejam todos bem vindos e façam todos uma boa viagem.

Carrinho

Carrinho vazio

WhatsApp chat