rap da gestação

O meu ciclo atrasado
Será que algo está errado?
Não querida, não tá não
Já rolou fecundação
Celulinhas na mitose
É melhor não ter neurose

Tem ié ié e tem glu glu
Vai na fé e no clearblue
Na urina da manhã
Tire a tampa e fique sã
Em um minuto vai saber
O que esta pra acontecer

Dois riscos no palitinho
Seu bebê esta a caminho
Junto com felicidade
Se mistura a ansiedade
A noticia logo espalha
Se prepara pra gentalha

Vão rolar oposições
E sem pedir, opiniões
Se eu não quero dar chupeta
e não é na sua têta
Que meu filho vai mamar
Pra que me desanimar?

Tem a turma do Datena
Sem demora entram em cena
De tragédia se alimentam
E os causos eles aumentam
“Com meu filho foi assim
Morreu comendo aipim”

Hoje existe plataforma
Pra sua idéia ser exposta
Abre um twiter ou lança um livro
Deixa livre o meu ouvido

Posso até te processar
Por meu território violar
Quero privacidade existencial
E não seguir seu tutorial

Tem os que por ver a minha pança
Sentem intimidade e confiança
Pra me encostar sem nem pedir
Meu peso saber e me medir
Gente que não é nada minha
Me chamando de mãezinha

Cada um e cada qual
O meu caminho é sem igual
Não quero te afrontar
Mas mereço meu lugar

Sendo igual ou diferente
Irresponsável ou competente
Não tens nenhum direito
Pra destilar seu julgamento
Maternidade é tão sagrada
Seja Amável, Obrigada.

#respeiteasminas

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Fechar Menu
×

Carrinho